Translate - Tradutor

VISITANTES

Seguidores Amados

Pesquisar este blog

20 de out de 2012

Não custa tentar.

O amor é uma coisa bem complicada. Todo mundo se apaixona, ama loucamente. Até que esse amor acaba, não dá certo e você perde as esperanças. Aí, caí na vida... Faz tudo o que você não fez quando estava numa relação. Extravasa. Curte tudo o que há pra curtir, conhece pessoas novas, se envolve. Mas graças a sua decepção passada, não deixa nada legal fluir. Acaba generalizando todos a um só.
Mas vamos pensar por um momento, será que não dá pra outra pessoa nos fazer bem? Será que talvez eu não ache um que me dê valor? Inúmeras perguntas, eu sei.
Mas tem como sim, porque eu não posso tentar mais uma vez? Acho que contribuindo, tentando e esquecendo um pouco as mágoas do passado até dá pra ser feliz novamente.
Então, tentaremos.
O amor não é uma coisa ruim, nós que complicamos, nós que o mal dizemos tanto.

'Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.'
(Pitágoras)


Lembre-se: A vida é feita de tentativas, sem elas ficaria tão sem graça.


 

 
Por: TUDO POR AMOR, Karina Felipe.

Me Amar…




 Por qual motivo eu não me amaria? Quando eu faço besteiras e me arrependo eu fico com raiva de mim mesma. Mas depois isso passa… Mas enquanto não passa é como se eu fosse inimiga de mim mesma. Não posso ser inimiga de mim, preciso me amar apesar de tudo. Só que é tão difícil se amar quando ninguém parece me amar o suficiente. Parece que não tenho valor algum quando ninguém diz me amar. Ai eu corro o risco de fazer coisas pra que gostem de mim… Mas ai também corro o risco de ficar escravo de agradar os outros, pra que não me rejeitem… Preciso aprender a me amar bem mais do que aparentemente me amam. Ter o cuidado de não ser egoísta, porque egoísmo isola o ser que o possui; mas tenho de ser a fonte que primeiro me dá de beber do amor – depois de Deus, é claro.

Ser Gorda

Sei que dizer logo assim GORDA pode parecer um pouco chocante. Mas precisamos nos livrar do peso dessa palavra e ser mais conscientes de umas coisas. Transcrevo um pedacinho de reflexão baseado em uma conversa que tive. De certo modo, é bom pra aprendizagem:


Ser gorda não tira minha beleza, pelo contrário, faz parte dela. Porque a minha beleza não veio pré-definida. Deus tinha um plano quando me fez. Uma mulher seria grande por dentro e por fora. Desde que meu peso não prejudique a minha saúde em nenhum aspecto, eu sou linda, não importa quem diga o contrário. Eu decidi assim e essa é a minha verdade!

Sou Assim

‎*Meu tipo preferido de gente é aquela que espirra engraçado, Que sorrir com a mão na barriga, que canta e dança qualquer música. Aquele tipo de gente Q tropeça e finge que tÁ correndo, que sai de pijama na rua, Q acorda rindo. Gente que não planeja tudo. Gente que pede licença, que diz “obrigado “, que pede desculpas, que chora assistindo filme. Aquele tipo de gente que é muito sincera, mas sabe quando e como falar, aquele que conversa olhando nos olhos. Aquela gente que diz que te ama, q mexe no cabelo dos outros, que lê as coisas no elevador, que conta piada, que joga conversa fora, q te organiza uma festa surpresa, um almoço ou um jantar surpresa… Aquele tipo de gente Q te faz sorrir, que te faz sentir importante, que se importa. Aquele tipo de gente Q não tem vergonha de ser FELIZ ,,* Desse jeitinho

19 de out de 2012

"Fala" que eu te escuto...

Boa noite, bogueiro, estou num ritmo desacelerada até quase parando, por questões pessoais das "atividades", incluindo o blog, mas em breve _O retorno. São poucos que reconhecem, seja minha maneira de escrever ou de ser, quando sou extremamente irônica e debochada mesmo em brincadeiras, sou bastante sutíl. Para distinguir, credibilidade aos fatos, precisa me conhecer um pouco mais, fazer parte do meu (uni)verso real. "Saber pinçar as entrelinhas é uma arte". Não superestimo ou estimo ninguém, cada um com o seu time, com seus erros e acertos. Afinal de contas somos todos humanos e falíveis, mesmo que uns ainda reincidam.(Gargalhadas). Como o objetivo de um escritor ao trabalhar seus capítulos, é manter a atenção do público, comigo não pode ser diferente. Mesmo sendo eu, uma novata na arte do de "blogueira", procuro manter o interesse, e quando possível sanar algumas expectativas dos "meus leitores", cada vez mais crescentes e cativos. O blog nasceu como uma necessidade de "exorcismo", e alcançou novos patamares. Ao longo dos 'anos' ocorreram mudanças, de foco, de emoções, das histórias, eu mudei, enfim, um se interliga a outro. Quando mudamos, tudo em nossa volta nos acompanha, passamos a perceber e lidar de outra forma. Cabem a vocês meus amigos(as) tirarem suas próprias conclusões; apenas os coloco pra pensar e refletir com as minhas histórias, emoções, contos e causos da minha vida_ Esse sim, é meu propósito! Quando raciocinamos, descortinamos, percebemos os fatos como são, e não o que está por trás das emoções. Matamos a charada. Não adianta, dar o peixe, devemos ensinar a pescar, nem que o peixe em questão seja putrefato. Então resta à vocês, montarem o "próprio" quebra cabeça... É assim que funciona, conselhos não são bem vindos, experiências alheias, nada significam, pois as mudanças que advém com a (con)vivência, são pessoais e intransferíveis.
" Sou uma incógnita, Um mistério com pernas e cara de pergunta Questione quem eu sou que, sem pensar, te respondo: Descubra. "

Plenitudo

O que a maioria de nós leva para o relacionamento não é a plenitude, mas a carência. A carência implica uma ausência dentro de si... A carência é uma força poderosa, capaz de criar ilusões poderosas. Ninguém pode realmente entrar dentro de você e substituir a peça que está faltando.Deepak Chopra

Poesias,Contos...Queria viver deles...

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
Clarice Lispector

Volte Sempre

Sua visita me deixa muito feliz