Translate - Tradutor

VISITANTES

Seguidores Amados

Pesquisar este blog

9 de abr de 2009

SOBRE MIM

Sou especial.
As pessoas falam que sou especial.
Tenho cara de patricinha e gosto disso às vezes.
Tenho uma boa família.
Tenho uma irmã morena.
Sou morena de verdade.Adoro homens esquisitos e fora dos padrões de beleza.Atualmente estou apaixonada por um cara a quem chamo de amor: Meu marido. Vê-lo ou ouvi-lo me torna mais forte. Não sei definir o porque. Faço cara de entendida mesmo quando não conheço sobre um assunto. Tenho medo de sair de uma roda de amigos só porque acho que as pessoas vão falar mal de mim. Já fui dormir chorando. Já pensei em me matar, mas isso passou. Morro de medo do que os outros pensam.Amo café com leite e pão na chapa.Gosto de boteco. Tenho piercing no umbigo e não pretendo tirá-lo mesmo tendo vergonha dele.Tenho tattoos e fico muito envaidecida quando as pessoas olham pra elas. Às vezes sou possessiva. Sou uma boa amiga. Amo Chaves e Chapolim...Decoro as frases e dou risada com isso. Amo tempo frio. Amo massas. Como muito, mas, vivo de dieta. Já pesei mais de 68 quilos e ainda não estou satisfeita comigo mesma.Gosto de música brega. Não gosto só de uma unica música.Escuto mil vezes a mesma música sem nem ligarEscrevo poemas tristes inspirados em minha vida.Sou confusa. Tenho um ex - namorado atual amigo e um.Tenho a necessidade de me apaixonar por tudo o que faço. Me apego facilmente. Já amei, deixei de amar e amei de novo. Já briguei achando que seria pra sempre e não foi. Brigo com alguém por e—mail, MSN e afins, mas, logo ficamos de bem. Tenho revelações nos sonhos. Amo meu trabalho mesmo ganhando pouco. Ja fiz cursos e fiz cursos que ainda não terminei . Ainda vou ter minha própria marca de acessórios e roupas. Adoro coisas diferentes. Amo o retrô, vintage e miniaturas. Tenho vários acessórios.Amo a Deus sobre todas as coisas. Tornei-me mais vaidosa depois que conheci certo alguém.Desabafo os problemas com minha irmã e minha amiga. Sinto-me culpada por isso. Peço muitos conselhos. Imagino coisas. Às vezes acho que moro num mundo paralelo ao real. Em alguns momentos sinto-me uma princesa e em outros uma barata tonta.Tenho amigos de Internet. Já beijei pessoas que conheci na Internet. Já tive uma CRISE feminina.Não procuro meus amigos de infância, mesmo tendo uma imensa saudade deles – disso eu não me orgulho nada.Sou muito impaciente. Fuço os orkuts alheios. Já fui em show de rock.Já dancei axé. Já fui em uma balada só pra acompanhar meus amigos. Adoro verduras. Não de ovo, mais como ovo mexido às vezes ou quase sempre. Amo shows de Pagode.Falo para algumas pessoas que não bebo, mas, bebo de vez em quando. Aliás, tomo porres periódicos para “fugir” de minha realidade. Quase nunca faço isso sozinha. Leio a bíblia. Não gosto de gente falsa. Odeio fila. As vezaAs vezes faço as pessoas rirem com minhas palhaçadas.Tiro sarro dos outros. Sei que tiram sarro de mim. ja tive namorado no orkut por causa de uma macaquinha.Odeio gente prestativa de mais. Não gosto que me chamem de fia, colega o algo do tipo. Sou convencida e me acho inteligente mesmo. Tenho baixa-estima em alta ou alto-estima em baixa. Quero ter um cachorro, mesmo tendo uma gata. Quero uma casa só minha. Quero ter filhos um dia.Prefiro o campo mais prefiro a cidade.Sou preguiçosa. Adoro predas cosméticos.Não tenho cartão de crédito. Faço as unhas todas as semanas. Vivo sem grana, mas, não sou infeliz por isso. Adoro baladas. Amo viajar. Já acampei com meus amigos. Quero acampar com meu marido de novo.Acho domingo a tarde nostálgico. Converso sozinha. Amo solos de guitarra (em especial os do Floyd), mesmo não conhecendo e gostando de rock.Não toco nenhum instrumento.Já tomei banho no escuro. Penso demais. Não arrisco confessar amores apenas para que os amores não se afastem de mim. Gasto dinheiro à toa. Gosto que me chamem de Karina e detesto que me chamem de Katrina e outros que não seja meu nome. Acho-me feminista. Gosto de rachar a conta. Já comprei uma roupa que não servia apenas por comprar. Sou independente. Já tive megahair, já tive os cabelos vermelhos, pretos, amarelados. Só não fui loura. No momento estou ou deixando crescer, mas, posso cortá-lo a qualquer momento. Odeio esperar. Já fui em shows de hardcore. Já fui clubber.Odeio gatos metidos. Às vezes me acho criança. Entro em sala de bate-papo. Amo Internet. Amo meu cabelo. Faço escova nele. Tenho muitos primos e tios. Já amei um amigo. Tenho um amor pra recordar. Já tive inveja. nunca usei aparelho. Não tenho inimigos (não que eu saiba). Não tenho astigmatismo, mas, acho lindo quem usa óculos. Tenho vontade de ser professora. Amo tirar fotos minhas. Adoro cinema. Gosto de números pares e ímpares também. Dirijo minha vida cantando e gritando. Tenho uma amiga da net no sul. Tenho amigas lésbicas e amigos gays e isso não me afeta nenhum pouco.Amo contar piadas, mesmo não sabendo contar. Acho que todo mundo é preconceituoso (até eu). Tenho uma pequena coleção de fotos. Uso a bolsa combinando com sapato. Tenho loucura por sapatos, mesmo não tendo muitos. Amo música e fotografia.Vou muitas vezes a um mesmo lugar. Amo gente feliz. Amo sorrir. Tenho necessidade de semore esta chorando. Já tomei alguns porres. Converso com as pessoas pelo MSN. Sou insegura. Digo que sou bipolar. Arrependo-me amargamente de não ter ido ao show.Tenho um fotolog e um blog. Amo vida digital. Passo horas na net. Falo palavrão. Quero fazer uma faculdade. Arrependo-me de coisas que não fiz.Coloquei meu primeiro piercing e fiz minha primeira tattoo escondida do meu antigo namorado, mas, com meu dinheiro. Ainda vou saltar de pára-quedas, mesmo morendo de medo de altura.Amo montanhas russas. Ainda vou para o exterior. Já viajei sozinha. Farei isso novamente muitas vezes. Amo viajar sozinha. Confessei um amor por e-mail. Senti que fosse morrer com isso. Amo toque de celular. Não vivo sem música. Acho que ficaria louca se fosse surda. Necessito ter fé e acreditar e meus sonhos. Vou trabalhar ouvindo mp3 no volume máximo e canto... alto ... Acho que tenho claustrofobia. Passo mal no trânsito, ainda mais quando ele está parado e eu estou dentro de um ônibus em pé.Tento ser feliz sempre, mesmo sempre chorando escondido... Já menti. Sou muito sincera. Sou louca. Sou transparente. Sou só eu.
Bem, pelo que deu pra perceber, sou um ser normal e de fato, não sou perfeita.

Poesias,Contos...Queria viver deles...

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
Clarice Lispector

Volte Sempre

Sua visita me deixa muito feliz