Translate - Tradutor

VISITANTES

Seguidores Amados

Pesquisar este blog

14 de mar de 2013

Como ser uma pessoa mais compreensiva


Compreender o outro é uma tarefa difícil para alguns de nós, seres humanos. Até mesmo porque estamos tão envolvidos na tarefa de sermos compreendidos que nos esquecemos de compreender o outro. Todos nós queremos ser compreendidos!

Você já ouviu alguém dizer esta frase? "Não é fácil conviver com as pessoas." Pois bem, o escritor português, José Saramago, escreveu: "O difícil não é viver com as pessoas, o difícil é compreendê-las". Uma das chaves para se viver bem é entender o outro. Quando compreendemos as pessoas, estamos tolerando, aceitando-as como elas são e dando a oportunidade delas serem melhores, por meio da nossa atitude. Agindo assim, nós estaremos lidando com as pessoas e os seus problemas de uma maneira inteligente.

Quando somos compreensivos, aceitamos a opinião do outro, embora discordemos por um motivo ou outro, estamos entendendo o lado da outra pessoa, a visão dela. Harry Truman disse: "Quando entendemos a visão do outro e o que ela tenta fazer, descobrimos que quase sempre ela está apenas tentando fazer o que queremos fazer, mas de modo diferente." Quando compreendemos o próximo, estamos compreendendo a nós mesmos. Se você está procurando ser compreensivo e ser compreendido, tens aqui algumas sugestões de nobre valor, pois compreender o outro é um exercício de grande valor!

Como ser uma pessoa mais compreensiva:
  • Acredite em você e em seu potencial de mudança. Acredite com fé que será compreensivo. "Tudo quanto te vier à mão para fazer, faça-o (...)" ( Ecl. 9:10)
  • Ame as pessoas que estão ao seu redor, aquelas que te magoaram com palavras, ações e atos. Fale para si mesmo e em seu coração: "Que não seja eu a pessoa que te julgará."
  • Se por um motivo ou outro, alguém que faz parte de sua família, ciclo de amizade ou do trabalho estiver passando por situação difícil e chorar na sua frente, não diga para ela frases como esta: "Não chore! Pare de chorar! Não vale a pena chorar!" Essas frases não são boas para quem precisa sentir-se compreendido. Deixe a pessoa à vontade, dê um abraço, tenha uma atitude de consolo para que a pessoa sinta-se confortada.
  • Comece a prestar atenção nos sinais que as pessoas estão te mandando. Às vezes, precisamos ler as pessoas para poder entendê-las. Às vezes, uma frase ou uma atitude diferente da que elas falam ou fazem no cotidiano pode ser um sinal de alerta, alerta de que elas estão precisando de ajuda. Escute o que elas não dizem!
  • Seja menos egoísta. Esse sentimento é uma das fraquezas de nós humanos. Todos nós, em algum momento ou muitos momentos, somos egoístas. Falar menos e ouvir mais, ajudar as pessoas, dividir com elas os problemas delas sem querer resolvê-los. Essas são atitudes menos egoístas e de maior compreensão.
  • Não grite com as pessoas, mesmo que você ache que está com a razão. Uma vez minha avó me contou uma história que fala o seguinte: "Tinham dois homens na floresta e um deles ouviu que vinha uma carroça e ele falou para o outro homem, mesmo sem ver, que aquela carroça era uma carroça vazia. O homem com muita curiosidade perguntou: - Como você sabe? E o outro respondeu dizendo que uma carroça sem nada dentro faz barulhos bem maiores do que outras com algo dentro." Muitas vezes, as pessoas gritam com sentido de ofuscar o outro, porque estão vazias de sentimentos.
Precisamos enchê-las de amor, paciência e afeição. Assim, seu barulho diminuirá.
Ser mais compreensivo é uma meta diária, dê ênfase e conseguirás.

Nenhum comentário:

Poesias,Contos...Queria viver deles...

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
Clarice Lispector

Volte Sempre

Sua visita me deixa muito feliz